Currículo Nota 10

Liderança e Alta Performance

Entre na minha lista de emails e receba conteúdos, novidades gratuitamente.>

Imagine que você só tem uma única chance de impressionar a pessoa que irá abrir as portas para aquele emprego que você tanto deseja.  O quanto você se prepararia para esse momento?

Na verdade, essa é a realidade quando uma empresa abre o processo seletivo para uma determinada vaga e começa a receber os currículos dos esperançosos candidatos. Talvez essa seja a sua única chance… ou não. Mas que vai prever o futuro? Como não temos bola de cristal para saber se outra oportunidade aparecerá, vamos então as dicas para que o seu currículo, no mínimo, desperte o desejo do recrutador implorar por uma entrevista com você. Nada de exagero, é para mirar o céu e de repente acertar as estrelas.

Dizem que um empregador leva em média 7 segundos para ler um currículo. Como podemos então, causar uma boa impressão, mostrar seu valor através do seu currículo?  Aposte em currículo organizado, limpo e objetivo, elaborado no máximo em 2 páginas.

Dados Pessoais e Contatos – Nome Completo, Nacionalidade, Idade, Estado Civil. Endereço, telefone e email. Muitos recebem de bom grado a foto, outros a exigem. Aposte numa foto sóbria, discreta, 3×4 no estilo que você usaria para documentos. Aqui não precisa ter dados dos seus documentos como cpf, rg, etc.. Esses dados só se fazem na hora da contratação e você vai precisar apresentar seus documentos. Nem é bom disponibilizar esse tipo de informação. Vale ressaltar que nos formatos mais atuais, a primeira coisa que deve ser vista é o nome do profissional.

Objetivo/ Área de Interesse – Neste espaço você deve mencionar a área de interesse. Caso esteja bem claro e definido o cargo, mencione-o.

Pretensão Salarial – Mencione somente quando o empregador solicitar que envie o currículo com a pretensão salarial. E mencione sua abertura para negociação conforme os benefícios.

Formação acadêmica – Aqui você deve colocar o nome da instituição de ensino, o curso e datas de início e término (Mês e Ano). A ordem deve ser do nível mais alto para o mais baixo (mestrado, pós-graduação, graduação). Cursos técnicos que não tenha relação com o Objetivo e Área de Interesse não precisam ser mencionados, exceto quando não se tem ainda nenhum nível de graduação superior. Se você está se perguntando o que fazer com o curso ainda não finalizado, substitua a data de término pela data prevista de término.

Experiência Profissional – Este espaço é para discriminar as empresas e experiências que você já somou à sua carreira. Mencione o nome da empresa, o cargo (ou cargos dentro da mesma empresa), período de atuação no cargo (de mês/ano a mês/ano) e suas principais atividades desenvolvidas e conquistas obtidas no cargo. Tudo de forma muito sucinta, coesa e verdadeira. Escreve e rescreva quantas vezes for necessário até achar o equilíbrio nas palavras. Sei que você é fera e deve estar com muita vontade de contar detalhes da sua atuação, então tome cuidado com os textos quilométricos. Essa parte do currículo é muito relevante, pois ela diz muito sobre a sua capacidade de entrega de resultados. Não invente! Se você não tem a experiência que inventou no currículo e acaba sendo o escolhido, essa mentira vem a tona mais cedo ou mais tarde. No caso de primeiro emprego, vale a pena colocar diversas experiências em projetos na faculdade, trabalhos voluntários, etc.

Idiomas – Ahh, se você não tem nada para colocar aqui se mexa ou irá ficar para trás. Mas com certeza ou você já tem ou em breve terá, então mencione o idioma e o nível de conhecimento. Não precisa mencionar onde estudou. E fique atento porque já vi candidatos sendo entrevistados por gestores do exterior quando o idioma é requisito do cargo. Então seja sincero. Se o curso está em andamento, mencione também.

Habilidades – Finalmente aqui você deixa claro qual o seu nível de conhecimento em informática, aplicativos relevantes para o cargo almejado.

Carta de Apresentação, título Currículo Vitae, referências profissionais ou pessoais, assinatura são itens dispensáveis no currículo, ok?! Se alguém solicitar, você providencia!

Capriche na elaboração, revise, peça alguém para revisar para você também. E estando tudo pronto, é só encaminhar e esperar a ligação convocando você para a entrevista. Mas caso ela não aconteça, não fique chateado, excelentes profissionais não conseguem uma determinada vaga porque o “conjunto da obra” de fato não é o perfil que a empresa procura.

Te desejo sucesso, e boa sorte nas suas etapas profissionais!

Grande abraços, até mais!

Liderança e Alta Performance

Entre na minha lista de emails e receba conteúdos, novidades gratuitamente.>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *